Depois de vencer sem convencer a Arábia Saudita na última sexta-feira, o Brasil fecha a Data Fifa de outubro com um clássico de muita história e rivalidade diante da Argentina. E se a Seleção Brasileira almeja uma retomada depois da Copa do Mundo abaixo da expectativa, os Hermanos vivem um momento de reconstrução total após o vexame em solo russo. Sem um treinador efetivado, a Albiceleste busca um rumo em meio a debandada, ao menos momentânea, de suas estrelas e uma crise sem fim na direção da Associação de Futebol Argentino (AFA).

Um ciclo rodeado por insucessos, três treinadores questionados, uma classificação para o Mundial conquistada “sob aparelhos”, o constante questionamento sobre Lionel Messi e a falta de capacidade da formação de um time. São muitas as justificativas para a manutenção do jejum que ultrapassa os 25 anos sem título, mas a verdade é que há esperança nos pés de uma nova geração, em grande parte preterida por Jorge Sampaoli, mas considerada o centro do trabalho de Lionel Scaloni, o escolhido. É assim, tentando ajustes com o carro andando, que a Argentina inicia sua caminhada rumo ao Catar-2022.

Terça feira, 16 de outubro de 2018

15h00 Brasil x ArgentinaFutebol 2014 Ao VivoGLOBO e SPORTV

 

Mano Menezes observa novatos e reservas vencerem com boa atuação no primeiro tempo. Ponto fraco foi o gramado do estádio no Gabão, que mostrou uma seleção fraca, mas esforçada.

O adversário era fraco, o campo era ruim, e a Seleção não tinha estrelas. Mesmo assim, em um bom primeiro tempo, o Brasil venceu o Gabão por 2 a 0, com gols de Sandro e Hernanes e engatou a quarta vitória consecutiva, algo inédito para Mano Menezes. COm boas atuações de Diego Alves, Hulk e Hernanes, e promovendo a estréias de vários atletas, Mano pode observar bem o time, apesar do campo mal cuidado de Libreville.

A Seleção agora segue para Doha, no Quatar, onde enfrenta o Egito, na Segunda, em seu último compromisso no ano de 2011.

FICHA TÉCNICA:

GABÃO 0 x 2 BRASIL

Competição: Amistoso
Local: Estádio d’Angondje, Libreville (GAB)
Data/horário: 10/11/2011, às 16h (de Brasília)

Gabão: Ebang, Apanga, Moundounga, Manga e Ndong; Moubamba, Mbanangoye e Nguema; Cousin, Meye e Marcolino. Técnico: Gernot Rohr.

Brasil: Diego Alves, Fábio, Luisão, David Luiz e Adriano; Sandro, Elias, Hernanes e Bruno César; Jonas e Hulk. Técnico: Mano Menezes.

 

Marcelo fez um golaço para dar ao Brasil a vitória mesmo com um jogador a menos, já que Daniel Alves foi expulso.

FICHA TÉCNICA: MÉXICO 1 x 2 BRASIL

Local: Estádio Corona, em Torreón, no México
Data: 11 de outubro de 2011, terça-feira
Horário: 22h30 (de Brasília)
Árbitro: Marlon Mejía (El Salvador)
Cartões amarelos: Lucas Leiva (Brasil); Rafa Márques, Hernández, Juárez, Salcido e Nilo (México) Cartões vermelhos: Daniel Alves (Brasil);

Gols:
MÉXICO: David Luiz (contra), aos dez minutos do primeiro tempo.
BRASIL: Ronaldinho, aos 34, Marcelo, aos 38 minutos do segundo tempo

MÉXICO: Sánchez (Talavera); Nilo (Moreno), Rafa Márquez, Rodriguez e Salcido; Castro, Juárez (Pérez), Guardado e Barrera (Andrade); Giovanni dos Santos (Peralta) e Hernández.
Técnico: José Manuel de la Torre

BRASIL: Jefferson; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Lucas Leiva, Fernandinho e Ronaldinho Gaúcho (Hernanes); Lucas (Adriano), Hulk (Jonas) e Neymar (Elias)
Técnico: Mano Menezes